CNODC não manifesta interesse em parcela adicional do excedente de Búzios

Petroleira já detém 5% da produção e, conforme contrato dos excedentes da cessão onerosa, tinha a opção de dobrar sua participação, como fez a CNOOC no final de setembro

A chinesa CNODC não manifestou interesse em adquirir parcela adicional da produção excedente do campo de Búzios, na Bacia de Santos, informou a Petrobras na segunda-feira (4/10). A petroleira já detém 5% da produção e, conforme contrato dos excedentes da cessão onerosa, tinha a opção de dobrar sua participação, como fez a CNOOC no final…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
você pode gostar também