OTC Brasil 2023

Discussões infralegais para eólica offshore podem demorar até 9 meses

Se ações convergirem, leilões de áreas podem acontedcer em 2024, prevê o diretor da Corio Generation Brasil, Ricardo De Luca

b


As discussões infralegais para eólica offshore no Brasil devem levar de seis a nove meses, segundo a estimativa do diretor da Corio Generation no Brasil, Ricardo De Luca. O executivo participou do primeiro dia da OTC Brasil 2023, realizado na terça-feira (24) no Rio de Janeiro, no painel Unlocking Brazil’s Offshore Wind Potential.

Dentre os temas destacados pelo executivo, estão o tempo de medição do vento, definição dos estudos que serão realizados e os cálculos para aquisição de área no leilão. Com isso, será possível ter as “regras claras do jogo” e, se o cronograma convergir, ele estimou que será possível fazer um leilão de área no próximo ano.

No entanto, o processo ainda é longo. Ao acessar uma área, De Luca explicou que são necessários quatro anos de estudo do local para verificar a viabilidade do projeto. “Se tivermos um leilão de área no fim de 2024, teremos um FID em 2028 e o projeto ficará pronto em 2032”, completou.

Já a gerente sênior de Desenvolvimento de Negócios da TotalEnergies, Fernanda Scoponi, destacou que a realização de um leilão dedicado a geração de eólica offshore pode incentivar novos projetos. Ela calculou que cerca de 10 GW são ideais para ganhar escala e trazer mercado de fornecimento para o Brasil.

Ao analisar o mapa do Ibama sobre projetos eólica offshore em licenciamento ambiental, há propostas de iniciativas em toda a costa brasileira. Segundo a executiva, podem ser contratados, pelo menos, 2 GW em cada região para atingir os 10 GW.

“Nós entendemos que é uma conta que fecha quando pensamos em reindustrialização e desenvolvimento da cadeia de valor. Após o leilão de uso de área, que vislumbramos para o próximo ano, temos que começar a falar de leilão para fonte”, explicou.

Fernanda também ressaltou que será necessário realizar uma expansão do grid, que, atualmente, apresenta um gargalo para os projetos existentes onshore. Ao adicionar os empreendimentos offshore, será necessário reforçar a estrutura para conseguir fornecer mais energia ao SIN.


você pode gostar também
Abrir Whatsapp
Precisa de Ajuda?
Olá! posso te ajudar?