GNL: exportações dos EUA crescem em meio a custos mais altos

Custos marginais de curto prazo das exportações de GNL cresceram 65% em junho ante o mesmo período de 2020, chegando a US$ 5,60 por milhão de BTU

Levar GNL à Ásia ficou mais caro para produtores estadunidenses neste ano, segundo levantamento da Rystad Energy. Em junho, os custos marginais de curto prazo das exportações de GNL cresceram 65% em relação ao mesmo período de 2020, chegando a US$ 5,60 por milhão de BTU. No entanto, os custos não significam redução nos volumes…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
você pode gostar também