Petrobras de volta ao BOT

Projeto de Sergipe Águas Profundas garante retomada do conceito de contratação para FPSOs após jejum de mais de 11 anos

O mercado avalia os termos da licitação da Petrobras destinada à contratação do FPSO de Sergipe Águas Profundas para determinar sua estratégia de participação no processo. Conduzida sob o conceito de BOT (Build Operate Transfer), a iniciativa da petroleira promove a retomada desse tipo de modelo de contrato de unidade de produção no Brasil após…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
você pode gostar também