Pico da produção mundial de óleo e gás será menor e virá mais cedo

Crise desencadeada pela pandemia de Covid-19 reduziu e antecipou o pico da produção para 2028

A crise desencadeada pela pandemia de Covid-19 antecipou e reduziu o pico da produção mundial de petróleo e gás natural. Segundo análise da Rystad Energy, a produção líquida das supermajors ExxonMobil, BP, Shell, Chevron e Total atingirá 17,5 milhões de boe/dia em 2025 e cerca de 18 milhões de boe/dia em 2028 – nível que…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
você pode gostar também