Rio Oil & Gas 2022

Raízen pretende construir 20 usinas de etanol 2G até 2030

De acordo com o CEO da Cosan, Luis Henrique Guimarães, a empresa também pretende construir 39 usinas de biogás

b


O CEO do Grupo Cosan, Luiz Henrique Guimarães, afirmou que a Raízen, referência global em bioenergia, prevê a implementação de 20 plantas de etanol de segunda geração e 39 plantas de biogás até 2030. O anúncio foi feito durante o CEO Luncheon, na Rio Oil & Gas, nesta terça-feira (27).

Das 20 usinas de etanol previstas, a de Piracicaba (SP) já está em funcionamento, enquanto outras duas estão sendo construídas – a Univalem, em Valparaíso (SP), e a Barra, em Barra Bonita (SP). Quanto às usinas de biogás, a Raízen está construindo a primeira unidade em Guariba, em Ribeirão Preto (SP).

Diante do cenário energético global, Guimarães destacou a importância e o desafio de destravar a cadeia de recursos naturais no país. Disse, ainda, que o país apresenta ótimas oportunidades de investimentos. “Em relação a outros países, temos cinco vantagens competitivas: grande produção agrícola, petróleo e gás, energia renovável, mineração de qualidade e crédito de carbono”, apontou.

Por fim, Guimarães apontou a urgência no aprimoramento da infraestrutura logística do país, especialmente a malha ferroviária. A Cosan detém a Rumo Logística, que movimenta cerca de 80% dos grãos produzidos no Brasil.


você pode gostar também
Abrir Whatsapp
Precisa de Ajuda?
Olá! posso te ajudar?