São Paulo de olho no gás argentino

Demanda superior à oferta leva Comgás a sondar consórcio do gasoduto Mercosul pa

Se forem implantados projetos termelétricos a gás em São Paulo na proporção do interesse que tem sido manifestado – representando um consumo de adicional de 5 milhões de m³/dia – o gás da Bolívia não será suficiente para o estado. Além das duas termelétricas já definidas – Paulínia e Piratininga – que irão consumir 4,8…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
você pode gostar também