Sinalização de novas baixas na Petrobras deve alterar ritmo de contratações em E&P

Diante da sinalização de que dois diretores da companhia devem entregar seus cargos em março, há o risco de as contratações em andamento serem postergadas

Em meio à turbulência provocada pela demissão de Roberto Castello Branco e a indicação do general Joaquim Silva e Luna para a presidência da Petrobras, fontes do alto escalão da petroleira confirmaram ao PetróleoHoje que pelo menos dois diretores devem entregar seus cargos. A diretora executiva de Finanças e Relacionamento com Investidores, Andrea de Almeida, e…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
você pode gostar também